quarta-feira, 2 de maio de 2012

Sim. Eu Amo!


Eu te amo como se ama
num primeiro amar
pela primeira vez
num momento ímpar.

Eu te amo de suar a mão
de gelar a espinha
de tremer de leve
com tenro suspiro.

Eu te amo assim
pego de surpresa
pelo doce acaso
a liberar represa.

e represado, te desejo
feito incontido turbilhão
feito menino travesso
entorpecido de paixão.

E se te amo assim
neste amor maduro
embora louco e inconciente
ainda assim é puro!

E é a pureza da paixão
que me impulsiona;
teu brando murmurar
que me enaltece,
e tua leveza no amar
que me entorpece.

Por isso te amo!

2 comentários:

  1. E eu amo amar vc!!! Lindo meu poeta, lindo...

    ResponderExcluir
  2. Palavras encantadoras como sempre In.
    Bjlhões.

    ResponderExcluir