quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Inquietudes



E eis que um vazio me invade
das coisas que não escrevo;
Dos versos que não percebo;
Da rima, feito placebo.

Sinto saudades que doem
de amores que nunca tive;
Momentos que eu nem vivi;
Lugares que nunca estive.

Inquietudes me agridem,
suspiros, dos mais ousados;
Devaneios que me transgridem.

São pensamentos trincados,
Palavras encurraladas
em frases inacabadas!

Um comentário:

  1. Linda a primeira imagem...

    E eu ando assim... Inquieta!

    Beijocas.

    ResponderExcluir