domingo, 21 de agosto de 2011

Com Pimenta


Os versos de antiga vestimenta
renovam-se ao tempero de pimenta.
E no calor,
que sobe, que desce e que bole,
a vida é sorvida a cada gole.

Se me trazes teus desejos,
se me ofertas tantos beijos;
embriagados por malícias,
extasiados qual delícias,...

Eu sou sujeito. Reviro e deleito,
imaginado-me a levar-te ao leito.
Alcôva sonhada, esperada e admitida,
eis que despertas a fera adormecida.

Que busca o prazer repartido,
da fome e do gozo contido;
E se à ti, há de ainda verter.
Que seja teu. Este meu breve fenecer!

5 comentários:

  1. Lindos versos....


    beijos

    Cris e Junior
    http://desejosefantasiasdecasal.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Bom demais começar a segunda lendo você...
    Beijos, meu lindo!!!

    ResponderExcluir
  3. Passando para desejar uma linda semana, e agradecer por dividir esse colírio com todos nós..
    bjuxx

    ResponderExcluir
  4. VERSOS INTENSOS...

    INTENSAS PALAVRAS...

    PALAVRAS DELEITAMOS...

    DELEITAMOS (IN)CORRETICES...

    ...CARAMBA GURI... SONHE MUITO, DESEJE MUITO, PARA ASSIM SIM... SEMPRE TER MAIS E MAIS SIM...

    ABRAÇÃO!!!

    ResponderExcluir