sábado, 23 de julho de 2011

Interrogações

Lembranças d’um beijo que não dei,
Saudades de um momento passado
que eu nem passei.
Vestígios de uma silhueta
cujos traços não conheço.

Sinto o calor da mão
que jamais afaguei.
O sabor dos lábios,
o tremor da pele,
o brilho dos olhos e
o sorrir de alegria!
Afinal,...

Quem és tu?
Que invades o meu eu
com tanta propriedade;
Que flutuas em meus devaneios mais ousados;
Que sussurras juras desvairadas
em meu ouvido confuso;

Quem és tu?
Afinal,...
Musa de sonhos ou
vilã de pesadelos?
És para mim o que é
este poema,...

Apenas um amontoado de interrogações.
“Sem respostas”!!!

Um comentário:

  1. Essa é a "personagem". A que habita todas nossas histórias. Ou não?

    ResponderExcluir